5 boas dicas para designers gráficos

Confira 5 dicas que vão ajuda-lo a tornar-se um bom designer gráfico.

O designer gráfico vem ganhando cada vez mais espaço desde a chegada da internet e o surgimento desenfreado de novas tecnologias. A área de Design Gráfico se concentra em projetos gráficos para anúncios, publicações, jornais e vinhetas para TV e internet. O designer gráfico atua criando logotipos para empresas e produtos, além de torna-los mais atrativos e trabalhar com ilustração de textos, páginas de sites e embalagens, entre muitas outras atividades ligadas à profissão.

Para quem está iniciando na profissão e ainda não adquiriu muita experiência como designer gráfico, listamos alguns pontos interessantes que fazem parte da carreira de qualquer designer gráfico e que irão ajudar você a melhorar seu modo de atuar.

1. Colecione Designs

Sempre que você estiver andando na rua e encontrar folders, panfletos ou anúncios que forem visualmente interessantes para você, leve para casa. Eles são úteis para ajudar você a desenvolver ideais inovadoras e servirão como fonte de inspiração na hora de você criar seu próprio projeto de design. Já na internet, é possível circular entre milhares de páginas e acessar conteúdos interessantes que também serão referencia para trabalhos futuros. É só salvar o que for mais interessante para você.

2. Recorra aos livros

Os livros que estamos falando são sobre a área! Existem diversos livros interessantes sobre design, bem como livros que introduzam ou ensinam sobre novos softwares, tais como o próprio CorelDraw ou Photoshop, ferramentas muito utilizadas pelos designers gráficos. Outros livros sobre artes ou livros mais teóricos sobre a área também são muito bem-vindos na vida de um designer iniciante.

3. Busque por tutoriais

Os tutoriais são fonte de conhecimento para você poder expandir suas ideias e aprender a lidar melhor com as ferramentas que utiliza para criar seus projetos. Eles nos introduzem métodos e truques de trabalho que facilitam na execução das tarefas e aumentam nossas habilidades, economizando tempo e esforços.

4. Crie portfólios

Esse é um passo importante quando você chega em um estágio que já conhece um grande número de técnicas, já tendo adquirido alguma experiência no ramo. Sempre que você tiver um tempinho livre crie trabalhos fictícios com belos logos, montagens e design de sites para você poder apresentar a futuros clientes. Você pode publicar esses portfólios em sites, blogs ou nas próprias redes sociais. Vale lembrar que esse profissional pode tanto atuar para empresas como de forma autônoma e, para conseguir aumentar sua visibilidade no mercado, é preciso fazer a divulgação.

5. Invista nos trabalhos voluntários

Principalmente para quem está iniciando na carreira, uma ótima opção é trabalhar de graça. Sim, pode parecer estranho, mas trabalhar ao lado de entidades como abrigos, asilos, orfanatos ou ONGs com seus eventos e materiais talvez não traga recompensas monetárias, mas lhe trará muito mais visibilidade no mercado, além de ampliar seu networking e trazer a experiência do comprometimento com a profissão.


Posts Em Destaque
Posts Recentes